Campeonato NacionalBrasileiro De Kart

Galeria de Imagem

18 Dezembro 2021

Brasileiro de Kart com recorde de inscritos encerra disputas do Grupo 2 com mais 12 campeões em SC

Finais deste sábado no Beto Carrero foram emocionantes.

E chegou ao fim a maior edição da história do Campeonato Brasileiro de Kart. Com o recorde de 545 inscrições, as disputas deste sábado (18) revelaram novos campeões no kartódromo Beto Carrero, em Penha (SC).

Foto: Jackson de Souza

Com 11 corridas eletrizantes e 12 títulos em jogo, foram conhecidos os vencedores da Júnior Menor, Júnior, Graduados A, Graduados B, Sênior B, Novatos, KZ Graduado + KZ Sênior, Sênior A, Super Sênior, Super Sênior Master e F4 Sênior.

Como no Grupo 1, encerrado semana passada, as decisões deste sábado foram eletrizantes e surpreendentes. Com muitas provas decididas no final, pegas e ultrapassagens em todas as disputas.

Na Super Sênior, Rodrigo Piquet, de 48 anos, tornou-se tetracampeão em uma corrida em que os adversários não tiveram chances. A Super Sênior Master viu Amilcar Mugnaini levar o título. Na Júnior Menor, Gabriel Sano, de 12 anos, foi o grande vencedor.

Na KZ Graduados, a vitória chegou de forma inesperada para Bruno Grigatti, após a desclassificação de João Rosate. O paulista de 32 anos conquistou seu primeiro título Brasileiro. A KZ Graduados Sênior teve a vitória da superação de Waldir Belizário Jr., que correu depois de sofrer um acidente no começo de novembro. Foi seu segundo Brasileiro.

Na Sênior B, Gustavo Kalinowski herdou a vitória nos instantes finais - depois que o rival Rafael Prada sofreu uma punição de cinco segundos - e faturou seu primeiro título. Pela Novatos, João Tesser também pôde finalmente comemorar, depois de bater na trave por duas vezes. O paulista de 20 anos ganhou seu primeiro título Brasileiro. Outro que estreia entre os campeões do evento é Matheus Ferreira, brasiliense de 14 anos, que venceu na Júnior. Na Sênior, o título ficou com o catarinense Leonardo Nienkotter, de 43 anos.

Na Graduados A, o paulista Matheus Morgatto, de 18 anos, superou os decacampeões Brasileiros Olin Galli e André Nicastro para conquistar seu primeiro título no campeonato. Já na Graduados B, quem se destacou foi o catarinense Gabriel Gomez, de 15 anos. O pole no Mundial deste ano tornou-se tricampeão.

Fechando o Grupo 2, a F4 Sênior encerrou as disputas no Kartódromo Beto Carrero. Matheus de Castro venceu a prova, mas acabou punido por atitude antidesportiva contra Roberto Wuthstrack Jr., que herdou a vitória.

Os 12 se unem aos oito campeões do Grupo 1, que coroou: Olin Galli (OK), Guilherme Quinteiro (OK Júnior), Murilo Fiore (F4 Graduados), Rafael Vasco (F4 Júnior), Bernardo Leal (Mirim), Christian Mosimann (Cadete), Marcos Silva (F4 Super Sênior) e Luis Armani (F4 Super Sênior Master).

Organizada pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), a 56ª edição do Brasileiro de Kart foi a primeira sob o comando da nova gestão do presidente Giovanni Guerra e que tem como presidente da Comissão Nacional de Kart (CNK) Rubens Carcasci.

O número de inscrições superou o recorde anterior (522), quando o Brasileiro aconteceu pela primeira vez no Beto Carrero, em 2017. Na ocasião, a CBA foi premiada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) pela realização do maior campeonato de kart do mundo até então.

COM A PALAVRA OS CAMPEÕES

Super Sênior - #33 Rodrigo Piquet, 48 anos, Brasília (DF)
Na Super Sênior, o brasiliense Rodrigo Piquet fez uma corrida tranquila pra conquistar seu quarto título brasileiro de kart. Largando da pole position, fez uma boa largada e soube ditar o ritmo para vencer de ponta a ponta.
“Foi uma boa corrida. Consegui administrar bem e veio mais um título. Estou muito feliz. Tenho que agradecer a Deus e a todos que me apoiaram”, comemorou o piloto.

Super Sênior Master - #46 Amilcar Mugnaini, 60 anos, Curitiba (PR)
A categoria Super Sênior Máster contou com disputas acirradas entre os ponteiros. Amilcar Mugnaini, que saiu na pole, não fez uma boa largada, caindo para a quarta posição. Euvaldo Luz, Sérgio Ramos e Jedson Vicente protagonizaram boas brigas por posições. Amilcar, que havia ido bem nas classificatórias, foi volta a volta buscando posições e ultrapassando os concorrentes. Nas duas voltas finais travou um belo duelo com Euvaldo e, no giro final, fez uma bela ultrapassagem para receber a bandeira quadriculada em primeiro.
“Foi emocionante. A gente se preparou o ano todo para chegar aqui competitivo. E sabia que para brigar pela vitória seria nos detalhes. Estávamos realmente muito bem preparados, tanto fisicamente, como mentalmente. A equipe fez um ótimo trabalho, só tenho a agradecer e comemorar”, declarou Amilcar Mugnaini.

Júnior Menor – #405 Gabriel Sano, 12 anos, São Paulo (SP)
Na Júnior Menor, a final foi marcada por um revezamento dos pilotos na liderança. Lucas Castro, Enzo Ranieri, Enzo Neinkotter e Gabriel Sano estavam no pelotão da frente, se revezando na ponta. Nas voltas finais, Neinkotter tentou uma ultrapassagem por fora e acabou saindo do traçado. Na sequência, Enzo Ranieri e Lucas Castro se tocaram e os dois, que brigavam pela vitória, acabaram saindo da disputa e não concluíram. Com isso, a vitória e a conquista do primeiro título Brasileiro ficaram com Gabriel Sano, que estava ali à espreita, no pelotão da frente. Neinkotter se recuperou e ainda conseguiu cruzar em segundo.
“Foi espetacular, incrível e uma sensação inexplicável. Quero agradecer a todos. É meu primeiro título expressivo. Na corrida, eu senti que não tinha um ritmo tão forte para passar, mas fiquei ali no Top-5, tentando me manter entre os ponteiros. Vi que alguns pilotos a minha frente se enroscando, se tocando e, fiquei esperando para ver o que iria acontecer. Eles bateram, saíram e eu soube aproveitar para vencer. Estou muito feliz”, contou emocionado o jovem de 12 anos.

KZ Graduados – #107 Bruno Grigatti, 32 anos, Cotia (SP)
Na KZ Graduados, a sorte esteve ao lado de Bruno Grigatti. A disputa foi liderada por João Rosate, que cruzou em primeiro lugar, mas na vistoria seu kart não atingiu o peso necessário, e por conta disso, ele foi desclassificado. A vitória caiu no colo do paulista Grigatti, que a bordo do kart #107 completou em segundo e herdou a conquista, e ainda faturou o seu primeiro título brasileiro.
“O Rosate tinha um ritmo de corrida melhor que o meu, eu continuei tentando e sabia que daria o pódio. Mas nesse caso, a corrida não acabou depois da bandeirada, e o automobilismo depende de vários fatores. Hoje dei sorte, a vitória veio. Obrigado a todos”, disse o campeão da KZ Graduados, de 32 anos.

KZ Sênior - #229 Waldir Belizário Jr, 41 anos, Americana (SP)
Na KZ Sênior, Waldir Belizário mostrou toda sua força e superação para poder comemorar. Vindo de um acidente, no começo de novembro, durante treinos, o piloto de Americana se esforçou para completar a disputa.
“Foi uma conquista sensacional. Foi muito difícil. Há 45 dias, nos treinos, eu capotei e o kart caiu em cima das minhas costas e fraturei dez vértebras e o ombro. E os médicos disseram que eu não teria condições de disputar o Brasileiro. E eu continuei lutando. Depois de 15 dias, com muito empenho, o diagnóstico era diferente. E aí sabia que daria para correr. E hoje estou aqui comemorando meu segundo título. Muito feliz e grato a Deus por me dar a força para vencer”, falou Belizário, de 41 anos.

Sênior B - #103 Gustavo Kalinowski, 38 anos, Mafra (SC)
Na Sênior B, Rafael Prada liderou a disputa e ditou bom ritmo. Cruzou em primeiro, mas foi penalizado em 5s (painel frontal). Com a punição, viu o título escapar pelas mãos por 28 milésimos. O catarinense Gustavo Kalinowski, que chegou em segundo, herdou a vitória e faturou seu primeiro título brasileiro de kart.
“Estava dando meu melhor, nem sabia que o Rafael tinha sido penalizado. Fiz minha corrida. Sonhava com esse título por muito tempo. Faltava esse resultado na minha carreira. Eu treinei bastante, estava bem preparado, mas o Rafael realmente tinha um ritmo muito bom, tanto que nem acreditei quando me falaram que eu havia vencido. Meu primeiro título brasileiro. Inexplicável. Fui às lágrimas e fiz uma homenagem ao Paulo Rosseti que faleceu em outubro”, declarou o catarinense.

Novatos – #29 João Tesser, 20 anos, São Paulo (SP)
A disputa da Novatos começou movimentada. Na largada, três competidores ficaram pelo caminho. João Tesser liderou boa parte da disputa. No final, sofreu pressão dos oponentes e chegou a perder o primeiro posto. Mas poucas voltas depois, o paulista conseguiu se recuperar para cruzar em primeiro e vencer, conquistando seu primeiro título brasileiro.
“Foi muito inusitado. Já bati na trave algumas vezes, em 2020 e 2019. Mas esse ano deu tudo certo. Trabalhamos bem, soube agir com calma e agora posso finalmente comemorar”, contou o paulista de 20 anos.

Júnior - #27 Matheus Ferreira, 14 anos, Brasília (DF)
Uma prova muito acirrada, marcada por incontáveis disputas de posições, ultrapassagens e alterações na liderança. Eram 11 karts no mesmo ritmo e com tempos muitos próximos, sendo que sete estavam praticamente colados, brigando pelas primeiras posições. A três voltas do fim, Matheus Ferreira conseguiu abrir uma pequena vantagem que administrou para cruzar em primeiro e vencer. Ele já havia sido vice-campeão europeu de kart e agora festeja o primeiro título Brasileiro na categoria Júnior.
“Foi um ano especial e muito bom. Hoje a disputa da final foi emocionante, foram 15 voltas de muitos pegas acirrados e ultrapassagens. O kart estava perfeito e tudo deu certo. Quero agradecer a minha equipe e a todos pelo apoio e torcida”, declarou o jovem brasiliense de 14 anos.

Sênior - #21 Leonardo Nienkotter, 43 anos, Florianópolis (SC)
A disputa da Sênior foi liderada pelo experiente Leonardo Nienkotter. Ele sobrou na pista. Fez várias vezes a volta mais rápida e não deu chances para os adversários. Liderou ditando um ritmo muito forte. Com sua tocada rápida e experiente, Leonardo faturou seu terceiro título brasileiro.
“A disputa começou um pouco mais difícil. Tinha sido segundo na tomada de tempos e também nas classificatórias. Mas o kart estava muito acertado. Desde ontem sabia que tinha o kart na mão. Fizemos ajustes de flexíveis e, com pneus novos, o kart ficou perfeito. Na corrida, consegui superar alguns adversários na largada, fui administrando, vi que tinha uma vantagem e busquei a vitória”, comemorou.

Graduados A – #62 Matheus Morgatto, 18 anos, São Paulo (SP)
Na categoria Graduados A, a expectativa era de uma corrida muito equilibrada. Mas não foi o que se viu. Os pegas e disputas ocorreram nas primeiras voltas. Mas desde a largada Matheus Morgatto tinha um ritmo forte e melhor que seus oponentes. O piloto de São Paulo viu concorrentes como André Nicastro e Olin Galli, ambos com dez títulos brasileiros cada um, ficarem pelo caminho. Quando assumiu a primeira posição, antes da metade da prova, não foi mais ameaçado por ninguém. E ditou o ritmo na ponta. Conquistando o título de 2021, o seu primeiro Brasileiro de Kart.
“Eu comecei a semana bem. O kart estava bom desde os treinos. Na tomada de tempos, não fui tão bem e nas classificatórias melhorei, sempre ali no Top-3. Hoje, na disputa da final, saí do segundo posto, mas larguei bem, e ultrapassei o líder Olin logo no começo, e fui abrindo vantagem. Para mim é um privilégio correr ao lado deles (Nicastro e Galli), são pilotos que sempre me inspiraram. E ganhar um campeonato, em cima deles é algo muito feliz para mim. Esse título era algo que faltava”, festejou.

Graduados B - #78 Gabriel Gomez, 15 anos, Florianópolis (SC)
Na Graduados B, Gabriel Gomez consagrou-se tricampeão Brasileiro. O jovem de Florianópolis já havia conquistado a pole position no Mundial de Kart de 2021 no kartódromo de Campellos, na Espanha. E neste sábado, na disputa do título Brasileiro, voltou a se destacar, abrindo boa vantagem na pista para faturar o terceiro título na competição.
“Foi um ótimo ano para mim. Tive uma semana muito boa e consegui evoluir ainda mais aqui no Brasileiro, liderando os treinos e ainda fiz a pole. Na corrida, tinha um ritmo forte, consegui manter uma boa distância para os adversários e abri mais a vantagem, andando sempre muito rápido. Estou muito feliz. 2021 foi o melhor ano da minha carreira, que venha 2022”, comletou.

F4 Sênior - #16 Roberto Wuthstrack Jr, 30 anos, Joinville (SC)
A final da F4 Sênior começou agitada com brigas por posições e pela liderança. Depois, Eduardo Guidi e Roberto Wuthstrack se destacaram. Eles abriram quase 5s do pelotão e brigaram pela vitória até o fim, porém um terceiro elemento entrou de surpresa na disputa que contou com um enrosco de corrida entre os ponteiros, e fez a vitória cair no colo do gaúcho Matheus de Castro. Mas o gaúcho foi penalizado com a perda do primeiro lugar, por atitude antidesportiva. Com isso, o catarinense Roberto Wuthstrack ficou com a vitória.
“Eu estava tendo um sábado perfeito. Na corrida briguei muito pela vitória. E ela veio, não foi exatamente da maneira que eu queria, mas os comissários analisaram o toque que eu levei e tomaram a decisão, com isso faturei o campeonato. E hoje é um dos melhores dias da minha vida. Ganhar um campeonato brasileiro é incrível”, contou o catarinense de 30 anos ao ser declarado o campeão da F4 Sênior.

Confira os resultados das Finais das categorias do Grupo 2 (Top-5):

FINAL SUPER SÊNIOR:
1) 33-RODRIGO PIQUET (FADF), 18: 25.379
2) 777-JOSE CARLOS SADERI (FPRA), a 1.695
3) 62-RENATO RUSSO (FASP), a 3.465
4) 121-GONÇALO B. ALLAGE (FAUESC), a 3.972
5) 37-FERNANDO L. PASTRO (FAUESC), a 8.663

FINAL SUPER SÊNIOR MASTER:
1) 46-AMILCAR MUGNAINI (FPRA), 19: 21.881
2) 12-EUVALDO G. LUZ (FAB), a 0,316
3) 1-SERGIO RAMOS (FAUESC), a 1.788
4) 125- JEDSON JOÃO VICENTE (FPRA), a 2.233
5) 30-MANOEL QUEIROZ (FPRA), a 8.300

FINAL JÚNIOR MENOR:
1) 405-GABRIEL SANO (FASP), 18: 28.629
2) 14-ENZO NIENKOTTER (FAUESC), a 3.314
3) 129-ETHAN K. NOBELS (FASP), a 3.353
4) 17-ARTUR R. LEMOS HOFF (FADF), a 3.751
5) 18-AKYU MYASAVA (FPRA), a 8.458

FINAL KZ GRADUADOS
1) 107-BRUNO GRIGATTI (FPRA), 18:33.562
2) 112-PEDRO PIQUET (FADF), a 22.439
3) 57 ANDREY V. FORTES (FADF), a 7 voltas

FINAL KZ SÊNIOR
1) 229-WALDIR BELIZARIO JR (FAEM), a 17.027
2) 71-ADRIANO F. AMARAL (FASP), a 31.857
3) 118-FELIPE R. WOLFF (FPRA), a 32.008
4) 22-LUIS E. DE CARVALHO (FASP), a 37.509
5) 26-FERNANDO T. BAROUDI (FPRA), a 37.840

FINAL SÊNIOR B
2) 103-GUSTAVO KALINOWSKI (FAUESC), a 4.972
2) 10-RAFAEL PRADA (FAUESC), 19: 18.332
3) 65-RAFAEL CANEDO (FAEM), a 7.763
4) 199-DIEGO A. VERAS ( FASP), a 12.526
5) 299-TIAGO H. BARRANCOS (FASP), a 15.188

FINAL NOVATOS
1) 29-JOÃO A. CARVALHO TESSER (FASP), 19: 07.965
2) 2-FREDERICO BUENO (FASP), a 0,469
3) 557-PEDRO P. DE OLIVEIRA (FAUESC), a 4.778
4) 72 -UBIRAJARA L. RAMOS FILHO (FAERJ), a 5.002
5) 9-NICHOLAS C. MONTEIRO (FASP), a 5.903

FINAL JÚNIOR
1) 27- MATEUS FERREIRA, 19:12.742
2) 386 - GABRIEL MOURA, (FAUESC ), a 4.417
3) 7 - GUILHERME QUINTEIRO (FASP), a 4.519
4) 58 - ENZO ALLAGE MARINS (FAUESC), a 4.617
5) 21 ALVARO YOON CHO (FASP), a 5.053

FINAL SÊNIOR
1) 21 LEONARDO NIENKOTTER (FAUESC), 18: 16.074
2) 9 FRANCESCO VENTRE (FGA), a 4.708
3)111 RODRIGO SOARES (FPARN), a 5.229
4) 821 LUIZ VOLTA SALAU (FPARN), a 10.303
5)30 RICK ROSIN (FAUESC), a 11.782

FINAL GRADUADOS A
1) 62-MATHEUS MORGATTO (FAEM), 17: 11.030
2) 13-DIEGO RAMOS (FASP), a 1.271
3) 48-LUCAS F. NOGUEIRA (FMA), a 7.759
4) 123- JOÃO LUIS POCAY (FASP), a 8.205
5) 10-JOAQUIM A. JUNQUEIRA( FAEM), a 11.611

FINAL GRADUADOS B
1) 78-GABRIEL GOMEZ (FASP), 18: 54.879
2) 17-SAMUEL CRUZ (FASP), a 6.638
3) 3-CADU BONINI (FASP), a 11.428
4) 33-ENZO GUIMARÃES (FAERJ), a 11.722
5) 11-LUCAS STAICO (FMA), a 11.866

FINAL F4 SÊNIOR
1) 16-ROBERTO WUTHSTRACK JR (FAUESC), 20:55.723
2)8-MATHEUS DE CASTRO (FGA), 20:55.483 *
3) 127-RICARDO DOUGLAS PINHEIRO (FAUESC), a 0.470
4) 114 - WILLIAN FERENS (FAUES), a 2.424
5) 107 - BRUNO GRIGATTI (FPRA), a 2.515
*#8 – Penalizado com a perda do 1º lugar por atitude antidesportiva contra #16

Veja os resultados completos de todas as categorias do Grupo 2:
https://www.dropbox.com/sh/74bh2x1jb23qt35/AAD7weKxfc2A7M28u_dnsKL2a?dl=0

Mais informações, acesse: www.cba.org.br

Assessoria de Comunicação da CBA | Kart

FGcom Assessoria de Imprensa
Fernanda Gonçalves
fernanda@fgcom.com.br
www.fgcom.com.br

Autor: Diretoria CBA