Confederao Brasileira de Automobilismo

Fia Fia

  • 19
  • NOVEMBRO / 2017
    Brasileiro de Rally de Velocidade
    Morretes
  • 26
  • NOVEMBRO / 2017
    Fórmula 1
    Abu Dhabi
  • 26
  • NOVEMBRO / 2017
    Mitsubishi Motorsports Sudeste
    Mogi Guaçu
  • 26
  • NOVEMBRO / 2017
    Copa Troller Brasil - Regularidade
    A definir
  • 26
  • NOVEMBRO / 2017
    Stock Car
    Viamão
  • 26
  • NOVEMBRO / 2017
    Mercedes-Benz Challenge
    Viamão
  • 26
  • NOVEMBRO / 2017
    Brasileiro de Marcas
    Viamão

Noticias

14/11/2017
Porsche Império GT3 Cup: Miguel Paludo vence preliminar do GP Brasil e Rodrigo Baptista confirma o título de sprint

Na classe Challenge, Marcus Vario conquista a primeira vitória para a equipe Hero; enquanto Marcel Visconde ergue o título na Cup Sport

 Normalmente o evento suporte do GP Brasil de F1 é uma das coqueluches da Porsche Império GT3 Cup, categoria que compartilha o palco com a principal competição do esporte a motor no planeta desde 2005. E o desempenho dos pilotos neste domingo de casa cheia em Interlagos mostrou que isso não é por acaso.
As duas corridas deste domingo foram muito movimentadas, com disputas intensas pelas classes Cup e Challenge, da primeira à última volta de cada corrida. Em ambas, os poles foram superados logo na largada, agitando a disputa pela vitória.
Melhor para Miguel Paludo, que assegurou o vice-campeonato de sprint na Cup com a vitória. Na véspera, também graças a mais um triunfo, o jovem Rodrigo Baptista havia assegurado matematicamente seu primeiro título, conquista ratificada com o terceiro lugar na prova de domingo.
Quem também saiu sorrindo foi Marcel Visconde, o recordista em largadas com os carros de corrida mais produzidos no planeta. O piloto do Porsche #20 levantou o título da Cup Sport, graças a uma virada sobre Fernando Fortes na etapa final.
A vitória na classe de entrada ficou com Eloi Khouri. Com patrocinadores diferentes, o competidor do carro #21 fez jornada dupla, competindo pelas classes Challenge (saiu na pole e terminou em quarto, garantindo o vice-campeonato) e Cup (na qual terminou em sétimo no geral, vencendo na Sport). Não satisfeito, Khouri ainda levou convidados de seus patrocinadores como passageiros na ação de Porsche Experience realizada após as corridas.
O ítalo-panamenho Marcus Vario venceu a prova da Challenge depois de saltar de terceiro no grid para a liderança na primeira curva. Foi sua primeira vitória no ano e também a primeira vitória de um carro com as cores da Hero na Porsche Império GT3 Cup –a marca havia conquistado poles e até o título de endurance de 2016 com Alan Hellmeister, mas curiosamente ainda não tinha levado um troféu de primeiro lugar numa prova até hoje.
Pela Challenge Sport a disputa também foi intensa, envolvendo Rouman Ziemkiewicz, Nando Elias e o campeão de 2017 da classe, Pedro Costa. Rouman foi prejudicado por um pneu furado e, no fim, Nando conseguiu segurar o assédio de Pedro para ficar com a vitória, garantindo também um pódio no geral com o quinto posto.
A Porsche Império GT3 Cup retorna a Interlagos para a etapa final de endurance, prova de 500 km marcada para 2 de dezembro. Além dos campeões dos certames de longa duração, serão definidos também os vencedores “overall” da temporada, apurados por meio de ranking que computa todos os resultados do ano.

As corridas

Cup

Com a inversão de sete posições no grid de largada em relação à chegada de sábado, Werner Neugebauer largou na primeira colocação, com Edu Azevedo em segundo. Mas foram os pilotos da segunda fila, JP Mauro, em terceiro, e Miguel Paludo, em quarto, quem se deram melhor no início da prova. Em quarto no grid, Paludo assumiu a liderança em grande estilo, com direito a ultrapassagem por fora na entrada do S do Senna.
JP Mauro e Lico Kaesemodel, terceiro e sexto na largada também começaram bem a disputa, completando o top 3. Já os então primeiros colocados, Werner e Azevedo se enroscaram no “S”do Senna, e Azevedo acabou rodando.
Após a primeira volta, Paludo estava na primeira colocação, seguido por JP Mauro e Kaesemodel. Em seguida, vinha Tom Valle na ponta da Cup Master. Já Eloi Khouri estava na ponta da Sport, com a nona colocação.
Com 20 minutos para o fim da corrida, Ricardo Baptista e Rodrigo Baptista superaram Tom Valle e entraram no top 5, com a quarta e quinta posições, respectivamente.
Enquanto isso, na luta pelo título da Cup Sport, Marcel Visconde estava em segundo na categoria (11o no geral), enquanto Fernando Fortes, que largou no fim do pelotão por conta de um acidente no sábado, ocupava o sexto posto (20o geral).
Entre os líderes, Ricardo e Rodrigo Baptista tinham uma boa disputa pelo quarto lugar, até que o campeão da temporada superou Ricardo. Mais na frente, as primeiras colocações seguiam com Paludo, JP Mauro e Lico, tendo Tom Valle na ponta da Master, em sexto, e Eloi Khouri na frente na Sporte, em oitavo.
Naquele momento, a disputa pelo título da Sport parecia que ia esquentar, com Visconde na 12a posição e Fortes em 15o. No entanto, em toque com Guilherme Figueiroa, Fortes saiu da pista, perdeu posições e, minutos depois, abandonou a corrida. Assim, o título estava garantido para Visconde.
Já na batalha pela vitória, Lico Kaesemodel subia para a segunda posição ao superar JP Mauro. Um pouco depois, JP também seria superado por Rodrigo Baptista.
Com o cronômetro zerado e mais duas voltas a serem disputadas, Lico Kaesemodel, então, ultrapassou Miguel Paludo no “S” do Senna, com uma grande manobra. Mas na sequência, na Junção, ele cometeu um erro e voltou a cair para o segundo lugar. Quase foi superado por Rodrigo.
Paludo, então, se manteve na frente para sair com a vitória, seguido por Lico, Rodrigo, JP Mauro e Ricardo Baptista. Em sétimo no geral, Eloi Khouri venceu na Cup Sport, com Tom Valle como o vitorioso na Master, com a oitava posição. Já o campeão da Cup Sport, Marcel Visconde foi o segundo em sua categoria, o 10o no geral.

Challenge

Com Eloi Khouri, Marçal Müller e Marcus Vario nas três primeiras posições no grid de largada, a expectativa era por muita emoção no início da corrida da Challenge, em Interlagos. E foi isso o que aconteceu.
Melhor para Vario, que colocou o carro de lado por dentro para ultrapassar os dois primeiros colocados e assumir a ponta da corrida logo no início. Marçal veio logo em seguida, com Ronaldo Kastropil em terceiro. Já Eloi caiu para a quarta posição.
Em seguida, vinham os carros da Challenge Sport, com Rouman Ziemkiewicz em quinto, tendo Nando Peres, Francisco Horta e Pedro Costa atrás.
Ainda no início da prova, o safety car foi acionado pela primeira vez após Marcus Peres ficar parado na entrada do “S” do Senna, depois de enrosco com Marco Billi.
Com 18 minutos para o fim, o carro de segurança saiu da pista, e os primeiros colocados mantiveram suas posições, com Vario, Marçal e Kastropil no top 3.
Faltando 14 minutos para o fim, Rouman passou ter problemas e ficou para trás, sendo ultrapassado pelos demais competidores da Sport. Pedro Costa, após ser tocado por Francisco Horta e perder posição para Fabian Taraborelli começou a pressionar.
Na sequência, Fernando Guerra passou reto na reta dos boxes, ocasionando nova entrada do safety car.
Com sete minutos para o fim e sem o carro de segurança na pista, Marçal tentou pressionar Marcus Vario, mas não conseguiu superá-lo. Quase no mesmo instante, Nando Elias, líder da Sport, ultrapassou Eloi Khouri, enquanto Pedro Costa superou Francisco Horta.
Nos segundos finais, Eloi devolveu a ultrapassagem, deixando a disputa da Challenge Sport entre Nando e Pedro. Mas nada mudou.
Assim, a corrida terminou com a vitória de Marcus Vario, seguido por Marçal Müller, Ronaldo Kastropil, Eloi Khouri, Nando Elias e Pedro Costa.

O que eles disseram:

“Foi um domingo muito bom. Coloquei na minha cabeça que precisávamos vencer de novo. O ano não foi como gostaríamos, mas tivemos uma performance constante. Estou muito feliz pela vitória, estava com a expectativa boa. Anos atrás deixei de ganhar uma prova junto com a Fórmula 1 pela quebra de um câmbio, o que nunca tinha acontecido na minha vida. Queria agradecer à Brant, minha patrocinadora. Terminar com o vice-campeonato é uma boa forma de encerrar o ano. Parabéns ao Rodrigo Baptista pela excelente temporada. Agora, é focar na Endurance Series e no Overall”

Miguel Paludo

“Uma pena não ter vencido, o carro estava muito rápido. Na largada, tive alguns problemas, e o (Miguel) Paludo distanciou quase meia reta. Vim buscando. Cheguei no Miguel, passei e pensei que teria de administrar. Mas no fim do Mergulho para a Junção, tem de vir em segunda marcha. Bati para baixar a marcha, não entrou. Foi nessa que dei uma traseirada. Foi uma pena. Acho que foi legal de assistir. Uma pena esse erro meu. Ainda consegui salvar o segundo lugar. Valeu. Foi bom. Deu para ver que temos um carro competitivo. Agora, tem a última etapa da Endurance Series. Fizemos alguns acertos para nos dar uma base boa para a última etapa de Endurance. Está tudo muito aberto no Overall também. Foi uma pena neste domingo, mas não vamos desistir”

Lico Kaesemodel

“A corrida foi muito boa, a pista estava bem difícil e bem complicada. Consegui ganhar algumas posições mesmo assim e chegar em terceiro, fechando o ano com mais um pódio. Foi um pouco surpreendente ter ganho o título no sábado, o (Miguel) Paludo estava bem rápido. Não esperava. Mas o ano inteiro foi muito bom, cheguei aqui com a cabeça de repetir tudo o que tinha feito durante o ano. Então, foi muito bom. Não esperava já andar bem no meu primeiro ano completo na categoria. Estou muito feliz por ganhar aqui”

Rodrigo Baptista

“Foi uma largada excelente, me surpreendi bastante em ver o Miguel Paludo do meu lado. Depois da Argentina, foi minha melhor largada. Optei por um acerto mais traseiro, o que fez eu perder um pouco de rendimento durante a corrida. Depois, consegui segurar o Ricardo Baptista. Foi bom. Estou ansioso para a próxima temporada

JP Mauro

“Foi uma corrida um pouco confusa, no início todo mundo espalhou. Nisso, tiveram muitas mudanças de posições, consegui ganhar algumas. O carro estava difícil de guiar. Deu quinto, com todo mundo chegando junto. Foi legal isso”

Ricardo Baptista

“Fiz um Endurance (após correr na Challenge, na Cup e participar da Porsche Experience). Amei cada segundo. Se deixar voltar para o carro, eu volto. Toda vez que puder correr de carro, vou aceitar. Nada melhor do que poder realizar um sonho, correr com a Fórmula 1, em dois campeonatos diferentes e com patrocinadores diferentes. Ainda não caiu a ficha. Foi um sonho. A emoção foi boa. Na largada da Challenge, o carro deu uma falhada. Depois, perdi tempo de reta, o que me deixou preocupado. Mas foi legal, porque disputei com dois amigos meus. Na Cup, nem tenho o que falar, escapei de dois acidentes no começo e passei a desempenhar melhor. Fiquei feliz por ver os ponteiros a corrida inteira, o que mostra que não andei mal. O nível é diferente. O carro é maravilhoso. Estou sonhando. Não quero acordar”

Eloi Khouri

“Foi um ano abençoado. Estava um pouco para trás no campeonato, mas corrida é algo complicado. O Fernando Fortes teve um momento complicado na corrida de sábado, e isso bagunçou um pouco o campeonato. Isso me deu mais motivação para eu fazer uma corrida mais tranquila hoje. Deu tudo certo”

Marcel Visconde

“Balanço superpositivo em um ano de estreia. No começo do ano, nao pensaria em disputar o titulo nem na melhor das hipóteses. Fiquei contente com o progresso no campeonato. Ano que vem, estamos aqui. Fiquei contente com a minha escolha de vir para a categoria, que era o degrau que faltava para mim”

Fernando Fortes

“Deixei dois passarem durante a corrida e achei que iria me segurar. Errei algumas vezes, mas estou feliz por ter ganho na Master. Mas poderia ter ido melhor na geral. É uma boa experiência. Correr com esse público é legal, mas você não percebe muito. A pista está uma beleza”

Tom Valle

“Fico muito feliz. Não tinha vencido na temporada ainda, consegui vencer na corrida mais importante da temporada, que é junto com a Fórmula 1. Da mesma forma como foi no ano passado. Estou muito feliz. Vencer uma corrida junto com a Fórmula 1 é algo inexplicável. É um espetáculo incrível e único. A largada era buscar a primeira posição logo na largada. E consegui. Depois, me foquei em me manter constante. Estou muito feliz em conquistar essa vitória com as cores da Hero”

Marcus Vario

“Foi uma boa corrida, fiz uma boa largada. O Marcus Vario largou melhor ainda, ganhou duas posições. Estou feliz com meu desempenho. Colei no líder diversas vezes. Mas tem dias bons e ruins. Neste domingo, não deu para ganhar. Mas o principal foi a força que tive durante todo o ano com os patrocinadores e consegui sair campeão. Foi uma temporada muito boa, constante, com muitas vitórias. Estou contente. É muito importante ter sido campeão no meu primeiro ano na Porsche Império GT3 Cup. Estou bem feliz com isso”

Marçal Müller

“Começou ruim o fim de semana, mas depois deu tudo certo. Na sexta-feira, o carro não desenvolveu tudo o que poderia andar. Fiz quase que o último tempo. Os mecânicos acertaram o carro e, na classificação, vi que o carro estava bom demais. Foi ótimo. Deixei de fazer algumas etapas, mas o ano foi bom. Como tudo na Porsche, foi ótimo. Não tenho de que reclamar”

Ronaldo Kastropil

“Foi muito legal, muito bacana. A disputa com o Eloi (Khouri) durante a prova, com o Pedro (Costa) no fim. Foi sensacional, minha primeira vitória, uma vitória na Fórmula 1. Chorei muito dentro do carro. Quero agradecer aos mecânicos, ao (Marco) Cozzi. Foi demais. Não esperava um domingo tão feliz. Vindo para cá, tomei uma pedrada no vidro do carro, pensei que já tinha começado com azar. Mas chegando aqui, tudo mudou. Foi legal demais”

Nando Elias

“Esse ano foi uma surpresa grande. No primeiro ano já conquistar a Sport foi sensacional. Iria fazer só a primeira corrida em Curitiba, mas ganhei. Acabei fazendo a segunda também e fui bem. Então, fechei o ano. Essa última corrida resume tudo muito bem, não forcei a barra. Foi uma das provas mais agressivas que eu tive para ultrapassar. Fui um pouco atrapalhado, mas nada que tirasse a emoção de correr junto com a Fórmula 1 e subir em um pódio. Fechei o ano muito bem. Estou muito feliz. Não poderia ser melhor”

Pedro Costa

“Para um cara da minha idade, satisfazer essa vontade de correr com a Fórmula 1 e ir para o pódio, é legal demais. Realizei um sonho. Sonhei acordado”

Paulo Totaro


Resultados

Cup

1) M. Paludo
2) L. Kaesemodel
3) Ro. Baptista
4) JP Mauro
5) R. Baptista
6) P. Queirolo
7) E. Khouri (S)
8) T. Valle (M)
9) C. Ambrosio (M)
10) M. Visconde (S)
11) M. Billi (M)
12) W. Neugebauer
13) A. Baptista (S)
14) E. Azevedo
15) C. Faria (S)
16) M. Karlsson
17) G. Reischl (S)
18) D. Giustozzi (M)
19) B. Leite (S)
Não completaram:
G. Figueiroa (M)
F. Fortes (S)
V. Faria (S)
M. Mauro (M)
P. Pomelli (M)

Challenge

1) M. Vario
2) M. Müller
3) R. Kastropil
4) E. Khouri
5) N. Elias (S)
6) P. Costa (S)
7) K. Jr (S)
8) R. Mello
9) T. Filho
10) R. Alcaraz
11) F. Taraborrelli (S)
12) P. Totaro (S)
13) P. Del Ponte (S)
14) M. Parodi (S)
15) F. Horta (S)
16) L. Seripieri (S)
17) M. Billi (S)
18) M. Peres
19) R. Ziemkiewicz (S)

Não completou:
F. Guerra (S)

Pontuação final (com descartes)

Cup

1 Rodrigo Baptista 210
2 Miguel Paludo 194
3 Ricardo Baptista 174
4 Lico Kaesemodel 172
5 Werner Neugebauer 124
6 Pedro Queirolo 123
7 JP Mauro 106
8 Marcel Visconde 100
9 Fernando Fortes 92
10 Maurizio Billi 72
11 Tom Valle 47
12 Vanuê Faria 45
13 Carlos Ambrósio 44
14 Márcio Mauro 39
15 Adalberto Baptista 36
16 Dario Giustozzi 33
17 Guilherme Figueirôa 29,5
18 Edu Azevedo 23
19 Constantino Jr. 20
20 Ramon Alcaraz 20
21 Cleber Faria 18,5
22 Marcio Basso 17,5
23 Pablo Otero 16
24 Eloi Khouri 13
25 Beto Leite 5
26 Paulo Pomelli 5
27 Guilherme Reischl 5
28 Marcelo Stallone 3
29 Cristiano Piquet 2
30 Alceu Feldmann 0
31 Mats Karlsson 0

Cup Sport

1 Marcel Visconde 101
2 Fernando Fortes 92
3 Vanuê Faria 80
4 Cleber Faria 59
5 Adalberto Baptista 49,5
6 Marcio Basso 29
7 Beto Leite 28
8 Eloi Khouri 20
9 Guilherme Reischl 18
10 Cristiano Piquet 7

Cup Master

1 Maurizio Billi 96
2 Dario Giustozzi 63
3 Márcio Mauro 61,5
4 Tom Valle 61
5 Guilherme Figueirôa 58
6 Carlos Ambrósio 54
7 Ramon Alcaraz 31
8 Marcelo Stallone 18
9 Paulo Pomelli 15

Challenge

1 Marçal Müller 98
2 Eloi Khouri 86
3 Marcus Vario 82
4 Tom Filho 66
5 Rodrigo Mello 64
6 Pedro Costa 64
7 Nando Elias 56
8 Rouman Ziemkiewicz 42
9 Ronaldo Kastropil 39
10 Mauricio Salla 32
11 Pablo Delponte 32
12 Paulo Totaro 27
13 Luca Seripieri 26
14 Marcus Peres 22
15 Ramon Alcaraz 21
16 Francisco Horta 20
17 Marco Billi 19
18 Marcelo Parodi 12
19 Guilherme Reischl 10
20 Lucas Peres 9
21 Kreis Jr. 9
22 Odair dos Santos 8
23 Fernando Guerra 5
24 Dominique Teysseyre 5
25 Fabian Taraborelli 5
26 Ricardo Mendes 3

Challenge Sport

1 Pedro Costa 36
2 Rouman Ziemkiewicz 27
3 Nando Elias 26
4 Mauricio Salla 22
5 Marcus Peres 20
6 Pablo Delponte 18
7 Luca Seripieri 16
8 Paulo Totaro 15
9 Francisco Horta 11
10 Marco Billi 9
11 Guilherme Reischl 7
12 Marcelo Parodi 3
13 Dominique Teysseyre 3
14 Ricardo Mendes 1
15 Fernando Guerra 1