Confederao Brasileira de Automobilismo

Fia Fia

  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Fórmula 1
    Estados Unidos
  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Stock Car
    Curitiba
  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Brasileiro de Turismo
    Curitiba
  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Mercedes-Benz Challenge
    Curitiba
  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Brasileiro de Marcas
    Curitiba
  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Mitsubishi Motorsports Sudeste
    Campos do Jordão

Noticias

05/06/2017
Dia de campeões na Porsche GT3 Cup, com vitórias de Kaesemodel e Paludo

Pela Challenge, Marçal Müller amplia vantagem na ponta do campeonato com um Grand Chelem

Se as provas disputadas no Velo Città costumam transformar pelo menos um dos vencedores em campeões ao fim da temporada da Porsche Império GT3 Cup, dessa vez, dois pilotos já consagrados na classe Cup vão deixar Mogi Guaçu (SP) com os troféus da vitória. Atual campeão da categoria, Lico Kaesemodel triunfou na primeira corrida do dia, enquanto Miguel Paludo conquistou a segunda prova.

De quebra, o campeão overall de 2017 assumiu a liderança no campeonato, na marca de 50% da temporada de sprint realizada.

Na disputa da categoria Sport, melhor para Marcel Visconde nas duas disputas. Já Darío Giustozzi e Maurizio Billi levaram a melhor na Master. O bicampeão lidera o campeonato para competidores com mais de 50 anos de idade, enquanto o argentino celebrou sua primeira vitória com os carros de corrida mais produzidos no planeta.

Pela Challenge Marçal Müller ampliou seu domínio com mais uma corrida perfeita: pole, liderança em todas as voltas e o melhor giro da corrida. Foi o primeiro Grand Chelem do estreante, que liderou 100% das voltas no ano.

Na Challenge Sport, outro vencedor pela primeira vez: Rouman Ziemkiewicz fechou um fim de semana conturbado com seu primeiro troféu de vencedor com os carros da geração “997-II”.

A etapa pode comprovar mais uma vez os excelentes parâmetros de segurança dos Porsche. Em incidente de corrida na segunda prova da Cup, Paulo Pomelli tentou ultrapassagem por fora sobre Tom Valle –que vinha lento, com a roda quebrada, e não conseguiu contornar a curva. O carro #44 capotou algumas vezes e parou de lado. O piloto permaneceu consciente durante todo o tempo e conseguiu deixar o carro ileso, com auxílio dos profissionais de resgate. Ele passará por exames de praxe para confirmar a avaliação preliminar do estafe médico, de que não sofreu qualquer lesão.

A etapa do Velo Città será exibida pela Band neste domingo a partir das 13h.

As corridas
Cup

Corrida 1
Largar na pole position e conquistar a primeira vitória na temporada em uma das pistas mais complicadas da temporada. A manhã deste sábado (3) não poderia ter começado melhor para Lico Kaesemodel, afinal, ele obteve seu primeiro triunfo na Porsche Império GT3 Cup em 2017.

Atual campeão da categoria, Lico vivia um jejum neste ano. Na primeira corrida da temporada, em Curitiba, chegou a ficar com a pole, mas o triunfo não veio. Em Interlagos, foi o segundo colocado na disputa inicial e acabou punido depois de receber a bandeirada da corrida 3 em primeiro. Agora, no interior de SP, a seca finalmente acabou.

Na categoria Sport, a vitória ficou com Marcel Visconde (oitavo no geral). Enquanto isso, Dario Giustozzi terminou com o triunfo na Máster (décimo no geral).

O fato de largar na primeira colocação em um circuito com poucos pontos de ultrapassagens ajudou. Afinal, Lico se manteve na liderança na largada, enquanto Rodrigo Baptista, Miguel Paludo, Ricardo Baptista e Adalberto Baptista lutavam pelas outras posições. Paludo e Ricardo até chegaram a deixar Rodrigo para trás, mas logo o então líder do campeonato se recuperou e retomou o segundo lugar.

Já Adalberto sofreu com diversos problemas: rodou duas vezes na pista e, em seguida, abandonou com problemas no carro #10.

Se a briga foi intensa pelas primeiras colocações, o mesmo pode ser dito das disputas na zona intermediária. Tom Valle e Maurizio Billi batalharam pelo segundo lugar da Máster, com Billi sempre na frente. Até que na 11a volta, Valle deixou o adversário para trás.

Enquanto todos imaginavam um fim de prova sem disputa pela liderança, Rodrigo Baptista e Miguel Paludo decidiram ir para cima de Lico Kaesemodel. Na última volta, Rodrigo até tentou colocar o carro de lado para ultrapassar. Mas não conseguiu. Festa para Lico, com sua primeira vitória neste ano.

Corrida 2
JP Mauro e Pedro Queirolo sustentaram as duas primeiras posições, com Constantino Jr a seguir. Rodrigo Baptista arriscou por fora o contorno da primeira curva e chegou a assumir o quarto lugar, mas acabou escapando a seguir. Paludo passou em quarto, com Lico em quinto. Em oitavo, Marcel Visconde liderava na Sport, em nono, Tom Valle era o melhor da Cup Master.

JP era muito pressionado por Queirolo na volta 3 e este por Constantino e Paludo a seguir. Rodrigo se recuperou depois de cair para 12o na primeira volta e já aparecia em nono na volta 5.

JP perdeu rendimento na saída da curva 1 na volta 9 e foi ultrapassado por Queirolo e Constantino. Mas o carro #13 acabou rodando após contato com o #00, que assumiu a dianteira –em incidente que depois da prova renderia 20s de punição ao bicampeão.

Na volta 10 Rodrigo tentou passar Tom Valle e os carros se chocaram. Ambos tentariam seguir na prova, em vão. Pior para o competidor do carro #3, que ainda foi punido com a perda de 10 posições no grid da próxima corrida em que participar.

Paludo assumiu a vice-liderança na volta 11, instantes antes de a bandeira vermelha ser acionada para resgate do carro #44, capotado após contato com o #99, que vinha lento com a roda dianteira direita danificada.

Os carros foram reposicionados com a ordem do término da volta 9 para relargada: Constantino Jr, JP Mauro, Paludo, Lico e Werner no top5. Em 12o, Marcio Mauro era o primeiro na Master, enquanto Marcel Visconde, em nono, era o melhor da Cup Sport.

Após duas voltas em bandeira amarela, a prova foi reiniciada para um sprint de 5 minutos mais uma volta. Não faltou adrenalina.

Paludo tentou passar JP por fora na curva 1, mas escapou. Melhor para Werner e Lico. A seguir Lico e JP se tocaram –em manobra que renderá a perda de três posições no grid para JP na próxima etapa . Melhor ainda para Werner, que subiu para segundo lugar.

Na volta 14 Paludo passou Werner no fim da reta dos boxes, em preciso mergulho por dentro. Na penúltima volta, Marcio Mauro rodou ao defender a liderança da Master contra Maurizio Billi. Lico se aproveitou e avançou de décimo para nono. Constantino recebeu a bandeirada em primeiro, mas foi contido na comemoração porque sabia que havia atrapalhado a corrida de Queirolo.

Paludo, Werner, Ricardo Baptista e Marcel Visconde e Queirolo preencheram o top 5 após o julgamento da prova. Com o resultado Marcel venceu na Sport. Em oitavo, Billi ficou com o primeiro lugar na Master.

Challenge
Está difícil encontrar alguém para superar Marçal Müller. Pela terceira corrida seguida, em três disputadas no ano, o estreante gaúcho venceu.

Com o resultado, o competidor segue dominante na liderança do campeonato, com todas as vitórias, todas as poles e a liderança em todas as voltas neste ano. Na categoria Sport, a vitória ficou com Rouman Ziemkiewicz, quinto colocado no geral. Pedro Costa, o segundo na categoria, permanece na ponta da divisão de entrada.

Se largar na pole position no Velo Città é muito importante, Marçal cumpriu bem seu papel. Marcou o melhor tempo na sexta-feira e segurou a ponta até o fim da prova deste sábado. A largada, talvez, até tenha sido mais complicada do que ele esperava, já que Eloi Khouri foi para cima e tentou a ultrapassagem logo na primeira curva, mesmo por fora. Não deu certo.
Após esse sufoco, o líder do campeonato não teve mais dificuldade. Apenas manteve o bom ritmo para conquistar mais uma vitória após 17 voltas.

Enquanto isso, da segunda colocação para trás, não faltou disputa.Logo nos primeiros metros da corrida, Marco Billi rodou e foi parar no gramado. Assim como Odair do Santos e Marcus Peres, que se chocaram.

Sem se envolver em toda essa disputa, Rouman Ziemkiewicz se segurou no quarto lugar, o que garantiu a vitória na classe Sport – não sem emoção, com uma quase escapada na penúltima volta.

Enquanto os dois vitoriosos não tiveram muita dificuldade na corrida, a disputa pela segunda colocação da prova foi intensa e só definida na 15a volta. Após lutar pela ponta logo na primeira curva, Eloi perdeu o segundo posto para Marcus Vario. Batalha encerrada? Que nada.

Os dois pilotos lutaram intensamente pela vice-liderança. Até que nos momentos finais, Eloi se aproveitou de um vacilo do adversário para assumir o segundo lugar. Mas por ter tocado o ítalo-panamenho na disputa, acabou punido em 20 segundos após o fim da corrida, caindo para sétimo. Melhor para Vario, que herdou a posição. Tom Filho, em terceiro, Rouman e Pedro Costa completaram o pódio.

Já no pódio da Sport a animação era plena: incentivados pela alegria de Paulo Totaro, todos festejaram o esforço de Rouman para vencer pela primeira vez.

Declarações dos pilotos
“Não há modo melhor de viajar (para Le Mans). É bom nesse intervalo poder liderar o campeonato. A conquista do campeonato se constrói na constância, estou fazendo isso. Tive sorte também, foi uma corrida que teve muitas disputas. Fiz o máximo que pude, depois de um toque com o Lico o carro desalinhou um pouco. O objetivo sempre é o campeonato, nos outros anos foram iguais. Tive muitas vezes de tirar o pé neste sábado para evitar alguns acidentes, o que em outras provas não eram tão frequentes. Foi um dia sólido na questão de pontuação, andamos no ritmo do Lico e do Rodrigo na primeira etapa. Na segunda, fizemos alguns ajustes. Fomos rápidos nas duas provas. Nada melhor do que ir para Le Mans com a liderança do campeonato, tentar aproveitar cada momento. É uma corrida especial, que conquistei o direito de disputar pelo título overall do ano passado”
Miguel Paludo

“Começamos muito bem na sexta-feira, neste sábado, uma vitória de ponta a ponta. Mas na segunda bateria, até o incidente com bandeira vermelha, estava em quarto, fui para terceiro quando largou. Já na primeira volta que largou o JP Mauro deu uma traseirada, tentei dar um X nele, consegui. Aí, teve a batida. Ele disse que não me viu. Era para ficar em segundo ou até disputar a primeira colocação. Foi uma pena. A melhor coisa saindo daqui é que o carro está bem competitivo em corrida, antes estava complicado. Acertamos um setup bom. Vale também pela vitória, claro”
Lico Kaesemodel

“Reencontrar a categoria é o principal, o que vale a pena. A primeira corrida foi muito bacana, a segunda também. Dei um toque no Pedro (Queirolo), uma pena. Todos estão evoluindo, penei um pouco com a rapaziada. Preciso aprender um pouco com o carro e o pneu novo”
Constantino Jr

“Vou ter q usar a corrida como descarte. Não vou perder tanto por causa do regulamento, mas é uma corrida desperdiçada”
Rodrigo Baptista

“Foi muito bom hoje, um fim de semana sem incidentes. Quem ficou na pista teve um resultado, no mínimo, bom. Foi muito legal ter dois pódios na minha categoria, quarto lugar no geral”
Marcel Visconde

“É uma experiência muito boa, em um circuito muito técnico, com curvas lentas. É uma satisfação enorme, uma grande alegria. A categoria está muito competitiva, muito difícil. Fiz uma corrida conservadora, paciente e sem erros, o que me permitiu chegar à vitória”
Dario Giustozzi

“A primeira corrida tinha sido muito ruim, estava com pneu usado. Na segunda, usei pneu novo e estava com um setup totalmente diferente, meu carro estava muito bom. Vamos ver se dá para levar o título mais um ano”
Maurizio Billi

“Foi uma corrida muito boa, abri uma vantagem no início, até por ter largado na pole position. Fiquei muito feliz de manter o ritmo até o fim e conseguir mais uma vitória, que é muito importante para o campeonato.”
Marçal Müller

“Tive um pouco de dificuldade na largada, fiquei um pouco distraído com o Vario, que estava na minha frente. Perdi um pouco de contato, se estranharam logo no grampo, coloquei do lado do Eloi. Ele está disputando o campeonato, seria canalhice minha colocar ele para fora. Recolhi e fiquei. Não tinha o ritmo deles na prova. Fiquei esperando na minha posição para levar para casa. Foi uma corrida tranquila, não tive briga, nem disputa, mas trouxe o carro para casa, que é o que importava para mim. O importante era voltar, fazer um pódio, recuperar a confiança, o braço. Nesse circuito, você trabalha o tempo inteiro. Queria trazer o carro de volta inteiro e com um pódio, então, é uma delícia”
Tom Filho

“É maravilhoso ganhar. Depois do fim de semana que eu tive, acho que foi o primeiro carro da Porsche a rampar de ré. Largar em oitavo e acabar em primeiro na categoria, e em quarto na geral, foi maravilhoso. A única coisa que posso dizer é que isso é maravilhoso, sensacional, indescritível. É meu segundo ano na categoria, a primeira vitória. Estou muito feliz”
Rouman Ziemkiewicz

“Que beleza poder levar um troféu para casa. Levar um troféu no meio dessa garotada não é mole, não. É muito gostoso, uma pista que cansa muito, é desafiadora. Estava morto no fim, mas graças a Deus deu certo”
Paulo Totaro

Resultados
Cup 1
1. L. Kaesemodel
2. Ro. Baptista
3. M. Paludo
4. Ri. Baptista
5. Constantino Jr.
6. P. Queirolo
7. JP Mauro
8. M. Visconde (S)
9. W. Neugebauer
10. D. Giustozzi (M)
11. T. Valle (M)
12. M Billi (M)
13. F. Fortes (S)
14. P. Pomelli (M)
15. V. Faria (S)
16. G. Figueirôa (M)
17. C. Faria (S)
18. M. Mauro (M)
19. A. Baptista (S)

Cup 2
1. M. Paludo
2. W. Neugebauer
3. Ri. Baptista
4. M. Visconde (S)
5. P. Queirolo
6. F. Fortes (S)
7. L. Kaesemodel
8. M. Billi (M)
9. D. Giustozzi (M)
10. Constantino Jr
11. V. Faria (S)
12. C. Faria (S)
13. M. Mauro (M)
14. JP Mauro
15. T. Valle (M)
16. Ro. Baptista
17. G. Figueirôa (M)
18. P. Pomelli (M)
19. A. Baptista (S)

Challenge
1. M. Müller
2. M. Vario
3. T. Filho
4. R. Ziemkiewicz (S)
5. P. Costa (S)
6. N. Elias (S)
7. E. Khouri
8. M. Sala (S)
9. P. Totaro (S)
10. R. Alcaraz
11. G. Reischl (S)
12. M. Billi (S)
13. R. Mendes (S)
14. M. Parodi (S)
15. F. Horta (S)
16. L. Seripieri (S)
17. O. Santos
18. R. Mello
19. M. Peres

Classificações
Cup
1. Miguel Paludo, 110,5 pontos
2. Rodrigo Baptista, 108
3. Ricardo Baptista, 105
4. Lico Kaesemodel, 91
5. Pedro Queirolo, 76
6. Marcel Visconde, 68
7. Fernando Fortes, 60
8. Werner Neugebauer, 56
9. JP Mauro, 44
10. Maurizio Billi, 33,5
11. Tom Valle, 30
12. Adalberto Baptista, 28
13. Vanuê Faria, 22
14. Constantino Jr., 20
15. Guilherme Figueirôa, 17,5
Marcio Basso, 17,5
17. Márcio Mauro, 16
18. Dario Giustozzi, 14
19. Cleber Faria, 12,5
20. Carlos Ambrósio, 10
21. Edu Azevedo, 9
22. Marcelo Stallone, 3
Paulo Pomelli, 3
24. Cristiano Piquet, 2
25. Ramon Alcaraz, 0
Alceu Feldmann, 0

Cup Sport
1. Marcel Visconde, 63 pontos
2. Fernando Fortes, 62
3. Vanuê Faria, 38,5
4. Cleber Faria, 36
5. Marcio Basso, 29
6. Adalberto Baptista, 28,5
7. Cristiano Piquet, 7

Cup Master
1. Maurizio Billi, 53 pontos
2. Tom Valle, 39
3. Márcio Mauro, 35,5
4. Guilherme Figueirôa, 35
5. Dario Giustozzi, 30
6. Marcelo Stallone, 18
7. Carlos Ambrósio, 17
8. Ramon Alcaraz, 7
Paulo Pomelli, 7

Challenge
1. Marçal Müller, 60 pontos
2. Marcus Vario, 48
3. Eloi Khouri, 41
4. Rodrigo Mello, 32
5. Pedro Costa, 28
6. Nando Elias, 26
7. Tom Filho, 25
8. Rouman Ziemkiewicz, 22
9. Ronaldo Kastropil, 21
10. Ramon Alcaraz, 15
Mauricio Salla, 15
12. Paulo Totaro, 14
13. Marcus Peres, 12
14. Francisco Horta, 9
15. Odair dos Santos, 8
16. Marcelo Parodi, 6
17. Pablo Delponte, 5
Guilherme Reischl, 5
Marco Billi, 5
20. Ricardo Mendes, 3
21. Luca Seripieri, 2

Challenge Sport
1. Pedro Costa, 24 pontos
2. Nando Elias, 19
3. Rouman Ziemkiewicz, 18
4. Mauricio Salla, 11
5. Marcus Peres, 10
Paulo Totaro, 10
7. Francisco Horta, 7
8. Pablo Delponte, 5
9. Marcelo Parodi, 3
Guilherme Reischl, 3
Marco Billi, 3
12. Luca Seripieri, 2
13. Ricardo Mendes, 1

Fonte: Assessoria de imprensa