Confederao Brasileira de Automobilismo

Fia Fia

  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Fórmula 1
    Estados Unidos
  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Stock Car
    Curitiba
  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Brasileiro de Turismo
    Curitiba
  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Mercedes-Benz Challenge
    Curitiba
  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Brasileiro de Marcas
    Curitiba
  • 22
  • OUTUBRO / 2017
    Mitsubishi Motorsports Sudeste
    Campos do Jordão

Noticias

01/08/2016
F-Truck: Salustiano vence em Interlagos

Piloto tomou a liderança ainda na largada, e seguiu na ponta até o final

Paulo Salustiano venceu neste domingo (31) a sexta etapa da temporada 2016 da Fórmula Truck, disputada no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP). O piloto da ABF/Mercedes-Benz se aproveitou de uma colisão entre Wellington Cirino e David Muffato na largada, tomou a primeira posição, e soube se defender dos ataques de Felipe Giaffone e André Marques para vencer pela terceira vez consecutiva.

A segunda colocação ficou com André Marques, que travou ótima disputa com Felipe Giaffone ao longo da corrida, faturando a posição após seu companheiro de equipe ser punido com 20 segundos por superar o limite de velocidade no radar colocado no meio da reta dos boxes. Roberval Andrade terminou em terceiro, seguido por Wellington Cirino e Giaffone.

A prova teve um início tumultuado, com a necessidade de duas entradas do Pace Truck. Na primeira, David Muffato e Wellington Cirino se estranharam na largada, enquanto Diogo Pachenki e Leandro Totti bateram na relargada da abertura da segunda volta da prova. A corrida ainda teve um incidente entre Valmir Benavides e Ronaldo Kastropil, também no segundo giro.

Com os resultados da rodada de Interlagos, Felipe Giaffone segue na liderança da Fórmula Truck, com 236 pontos, 22 a mais em relação ao agora vice-líder do campeonato, Paulo Salustiano. Diogo Pachenki, que teve uma jornada ruim em São Paulo, caiu para a terceira colocação, com 193.

A Fórmula Truck terá prosseguimento no dia 4 de setembro, com a realização da etapa de Tarumã, que acontece no circuito localizado na cidade gaúcha de Viamão.

Confira como foi a etapa de São Paulo da Fórmula Truck

A largada em Interlagos foi tumultuada. Pole, David Muffato não largou bem, e acabou espremido no muro que separa pista e box por Wellington Cirino. Quem se aproveitou foi Paulo Salustiano, que assumiu a liderança da prova, seguido por Cirino e Felipe Giaffone. O Pace Truck foi acionado após Beto Monteiro, que largou dos boxes, aparecer lento na pista.

A prova foi retomada logo na passagem seguinte, e novamente com um acidente. Leandro Totti e Diogo Pachenki se tocaram, com o piloto do Volvo ficando parado na pista, enquanto o representante da Copacol Truck Racing seguiu, mas com um pneu furado. Mais atrás, Valmir Benavides e Ronaldo Kastropil também bateram, e a bandeira amarela teve de ser novamente acionada.

A relargada aconteceu quando restavam 45 minutos para o final da prova, mas sem Cirino no pelotão, uma vez que o Mercedes do paranaense apresentou um pneu furado. Giaffone aproveitou para pressionar Salustiano pela liderança. Outro que buscava as primeiras posições era André Marques, que acompanhava o ritmo dos líderes.

Salustiano conseguiu abrir uma pequena vantagem para Giaffone, que passou a ser muito atacado por Marques. Roberval Andrade também se aproximou dos dois pilotos da Volkswagen, mas sem condições de ataca-los. Mais atrás, David Muffato precisou pagar um drive-through por estourar o limite de velocidade no ponto do radar.

A primeira fase da corrida terminou após oito voltas, com Salustiano na liderança da prova, seguido por Giaffone e Marques. Andrade completou na quarta posição, seguido por Débora Rodrigues, que fechou o grupo dos cinco melhores.

A prova foi retomada com Marques superando Giaffone para assumir a segunda colocação, enquanto Salustiano manteve a primeira colocação. O tricampeão se aproveitou de uma espalhada do companheiro de equipe, mas tomou o “X” do piloto do Man número 77. Andrade passou, então, a atacar o dono do Volkswagen número 4.

Sem conseguir acompanhar o ritmo dos ponteiros, Débora Rodrigues começou a ser pressionada por Régis Boessio e Raijan Mascarello. Mais atrás, David Muffato acertou a traseira do caminhão de Alex Fabiano, que depois de algumas voltas passou a sofrer com um furo no pneu traseiro direito de seu Volvo.

Marques conseguiu se aproximar de Salustiano, e passou a ataca-lo na 11ª volta, a terceira da fase final da corrida. Com a disputa dos dois pela liderança da prova, Giaffone e Andrade se aproximaram, formando um pelotão com quatro caminhões juntos. Mais atrás, Débora rodou sozinha na saída do S do Senna, abandonando na sequência.

De tanto pressionar Salustiano, Marques acabou escapando da pista, mas conseguiu manter a segunda posição. Boessio perdeu ritmo de corrida, porém se manteve na disputa da prova. Na penúltima volta da prova, Giaffone conseguiu retomar a segunda posição com uma manobra no fim da reta oposta.

Giaffone tentou pressionar Salustiano nas duas voltas finais, mas acabou extrapolando o limite de velocidade no radar, e teve 20 segundos acrescidos ao tempo final de prova, caindo para a quinta posição. Melhor para o piloto do Mercedes numeral 55, que garantiu a vitória.

Foto: Luciana Flores